sábado, março 05, 2011


Carnaval de 2011: Grêmio Recreativo Casa do Caralho

Destesto e sempre detestei o carnaval. Sei lá, nunca me identifiquei com este tipo de expressão popular. Tudo bem que seja a válvula de escape do povão, mas eu odeio carnaval; a TV (que quase nunca vejo, pois só tem merda) então, não nos deixa em paz, sempre com takes ao vivo, seja dos desfiles do RJ/SP e dos bailes por ai: acho um saco. Viajando pela, no blog Calavaleirodotemplo.blogspot.com (na qual não sei qual é a do cara que edita o blog; sei que é anti-comunista ferrenho e agridiu o governo de Lula e agora da Dilma, pois os considera comunistas), vi este samba enredo que bate certinho com o sentimento de milhares (se não milhões) de brasileiros que detestam a massificação incessante do carnaval pelos meios de comunicação. Vejam o clip e reflitam nossa insatisfação. A linguagem é de baixo calão, mas expressa o que sinto.

video

- Grêmio Recreativo Casado Caralho -

O sentimento de banalidade e de alegria artificial (muita "goró" e etc) que nós é apresentado é gritante.Verdade seja dita;os carros alegóricos são fantásticos, expressando a verdadeira arte popular. E só.O resto é só banalidades.Pra quem gosta de ver bundas e tomar umas "gorós",é prato cheio. Fique bem claro que eu sou nacionalista, que acredito no meu Brasil e curto certas expressões regionais de folclore (o nordeste tem cada expressão folclórica interessantíssima),dos sambas tradicionais modernos como os Novos Baianos,Paulinho daViola (uma simpatia de simplicidade) e outras feras da MPB; mas carnaval tô fora.


FLuizM
(Kabalah)

Postado ao som de Janis Joplin, "Me and Bobby Mcgee"

Nenhum comentário:

Postar um comentário